Translate

4 de maio de 2016

SITE EM MANUTENÇÃO

O nosso site está temporariamente fora do ar para realizarmos algumas atualizações. Você pode encontrar através desta página informações sobre o Instituto Baccarelli e sobre nossos grupos pedagógicos, consultar a nossa temporada de apresentações para 2016, entrar em contato com a nossa assessoria de imprensa e saber sobre nossos perceiros.

Caso não encontre o que procura, você pode escrever para o e-mail comunicacao@institutobaccarelli.org.br e nos perguntar.

Estamos nos esforçando para publicar em breve um site que atenda às necessidades de todos!

30 de março de 2016

CONCERTO DA ORQUESTRA SINFÔNICA HELIÓPOLIS NA SALA SÃO PAULO HOMENAGEIA GIOACHINO ROSSINI

Com cinco obras do compositor italiano, apresentação soba regência de
Isaac Karabtchevsky ocorr
erá em 20 de agosto

 A Orquestra Sinfônica Heliópolis regida pelo maestro Isaac Karabtchevsky.
(Crédito foto: Renan Perobelli)
  

Principal núcleo musical do Instituto Baccarelli, a Orquestra Sinfônica Heliópolis (OSH) volta ao palco da Sala São Paulo em 20 de agosto (sábado), para realizar um concerto dedicado a Gioachino Rossini, tendo como regente seu maestro titular, Isaac Karabtchevsky.

A apresentação no tradicional palco da música erudita é um dos concertos da temporada2016, ano em que a instituição comemora duas décadas de atuação. O repertório inclui as aberturas de algumas das principais obras do consagrado compositor italiano, começando por A Pega Ladra (La Gazza Ladra), de 1817, onde uma história real do século XVIII sobre uma moça acusada de roubo inspirou a ópera dramática; A Escada de Seda (La Scala di Seta), de 1812, sobre o amor juvenil de Giulia e Dervil; O Barbeiro de Sevilha, de 1816, com o celebrado personagem do barbeiro Fígaro; A Italiana em Argel (L’Italiana in Algeri), peça romântica escrita por Rossini aos 21 anos – em apenas 18 dias de 1813; e, por fim, Guilherme Tell, de 1829, uma adaptação da peça homônima de Friedrich Schiller sobre o lendário herói da independência suíça no século XIV.

As composições de Rossini – muitas vezes com um toque de humor ou mesmo drama –contribuíram para a estrutura do teatro musical, sendo capazes de criar atmosferas que vão além da história narrada.  Diferente do usual, onde na “Abertura” são introduzidos alguns dos temas musicais que serão apresentados durante o espetáculo, em suas óperas essa prática não é regra. É o caso de O Barbeiro de Sevilha, considerada pelo compositor Giuseppe Verdi como "a mais bela ópera cômica que existe”, na qual Rossini reutilizou a abertura da peça Aureliano in Palmira.

Em 2015, a Orquestra comemorou os resultados obtidos por seu trabalho, tendo sido apontada, ao lado da Osesp, pelo melhor concerto do ano, segundo voto popular dos leitores do Guia da Folha de São Paulo. Karabtchevsky exalta o feito: “Hoje, é um grupo maduro, à altura dos desafios que temos pela frente”, dizo regente, que também é diretor artístico do Instituto.

A programação na Sala São Paulo seguirá até dezembro, sendo ainda previsto um concerto especial com a OSH e o maestro Karabtchevskyem 30 de outubro, para marcar os 20 anos do Instituto Baccarelli.


SERVIÇO
Orquestra Sinfônica Heliópolis e maestro Isaac Karabtchevsky
Local: Sala São Paulo     
Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 - Campos Elíseos – São Paulo/SP
Data: 20 de agosto (sábado), às 16h
Ingressos: R$ 40 (inteira)
Vendas: Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br ou 11/4003.1212)
Capacidade: 1.484 lugares (sendo 15 cadeirantes, 4 obesos e 48 em camarotes cativos)
Classificação etária: a partir de 7 anos, acompanhado dos pais ou responsáveis
Duração:60 minutos



ORQUESTRA JUVENIL HELIÓPOLIS E GRUPO DE METAIS E PERCUSSÃO DO INSTITUTO BACCARELLI APRESENTAM-SE NO AUDITÓRIO DO MASP

Regida por Edilson Ventureli, a formação jovem da instituição interpretará Beethoven
em 21/8;
no mesmo dia o grupo de câmara faz sua estreia neste palco

Orquestra Juvenil Heliópolis / Crédito foto: Rafael de Queiroz


Apresentações de dois dos núcleos musicais do Instituto Baccarelli no Auditório MASP Unilever estão programadas para 21 de agosto (domingo): a Orquestra Juvenil Heliópolis (OJH), sob regência do seu maestro titular, Edilson Ventureli, e o Grupo de Metais e Percussão do Instituto Baccarelli, conduzido por Marcos dos Anjos.

O primeiro concerto, às 11h, é da Orquestra Juvenil Heliópolis, que interpretará o Concerto nº 5 Para Piano em Mi Bemol Maior, Op.73 – Imperador, do consagrado mestre alemão Ludwig van Beethoven, composto entre 1809 e 1810, com solos do pianista Rogério Zaghi, além da Sinfonia nº 6 em Fá Maior, Op.68 – Pastoral, composta em 1808, que consagrou definitivamente o mito de Beethoven. O conjunto é composto por 60 instrumentistas, com idades entre 14 e 25 anos. Como característica, a OJH alia a jovialidade de seus músicos com a maturidade e o conhecimento adquirido de seus professores e regente titular.

Último concerto para piano e orquestra escrito por Beethoven, o Concerto nº 5 Para Piano em Mi Bemol Maior, Op.73 – Imperador é dedicado ao patrono e aluno do compositor, o arquiduque Rodolfo, da Áustria. Com estreia em 1811, em Leipzig, pela orquestra Gewandhaus. Embora o piano seja protagonista nesta composição grandiosa e de temática heróica, a obra traz virtuosos diálogos com a orquestra.


Verdadeira obra-prima de Beethoven, a Sinfonia nº 6 em Fá Maior, Op.68 – Pastoral foi escrita em sua fase mais produtiva, na primeira década do século XIX. Em paralelo ao avanço da sua perda auditiva, o compositor consagra-se como gênio criador de uma estética original, marcando definitivamente a história da música. A primeira audição pública desta obra foi em 1808, no teatro An der Wien, e inicialmente causou um estranhamento da plateia. A “Sinfonia Pastoral” não narra uma história específica, e aproxima o compositor da ideologia romântica.

Às 16h, o recém-criado Grupo de Metais e Percussãodo Instituto Baccarellifará sua primeira apresentação na sala do tradicional museu da Avenida Paulista. Para consagrar este momento, o grupo traz para o palco obras de Aaron Copland (Fanfare for the Common ManFanfarra Para o Homem Comum), Richard Strauss (Fanfarra Para a Abertura da Semana de Música de Viena), Giovanni Gabrieli (Canzon Duodecimi Toni, com edição de Robert King), Jean Sibelius (Finlândia, com arranjo de Steven Verhelst), Jim Parker (A Londoner in New YorkUm Londrino em Nova York), Antônio Carlos Gomes (Il Guarany: Abertura, com arranjo de Jean-François Taillard) e Gilberto Gagliardi (Cantos Nordestinos).

Iniciado em 20 de março com a Orquestra Sinfônica Heliópolis sob a regência do maestro norte-americano Christopher Russell, o ciclo de concertos do Instituto Baccarelli no MASP prosseguirá até 20 de novembro, com duas apresentações sempre aos domingos e em dois horários: 11h e 16h; e encerra em 18 de dezembro, com uma apresentação do Coral da Gente do Instituto Baccarelli. Todos os concertos têm cerca de uma hora de duração, sem intervalo. Ainda em 2016, a Orquestra Juvenil Heliópolis voltará ao Auditório MASP Unilever em 16 de outubro, com o maestro Ventureli e solos da violoncelista Julia Wasmund, para brindar o público com obras de Elgar e Dvořák.


SERVIÇO

Orquestra Juvenil Heliópolis e Grupo de Metais e Percussão do Instituto Baccarelli
Local:Auditório MASP Unilever

Endereço: Avenida Paulista, 1578 – São Paulo/SP
Data: 21 de agosto (domingo), às 11h e às 16h
Ingressos: R$ 10 (inteira)
Vendas: bilheteria do Masp ou pela Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br
ou 11/4003.1212)
Capacidade: 374 pessoas, com acesso para portadores de necessidades especiais
Classificação etária: livre
Duração: 60 minutos

13ª EDIÇÃO DO BACCANEWS: MÚSICA É PROFISSÃO


Já saiu a nova edição do BACCANEWS, o jornal do Instituto Baccarelli! Você pode retirar seu exemplar na secretaria do Instituto, ou ler através do link abaixo.

A coluna “Especial” dessa edição traz o tema “A Caminho da Profissionalização”. A matéria fala um pouco sobre o objetivo do Instituto Baccarelli. Ao receber crianças e jovens em seus diversos cursos, é oferecer uma formação musical de qualidade. Porém, o trabalho não se resume a isso. Mais importante do que oferecer as aulas de canto, coral e instrumentos, é passar aos alunos noções de cidadania, possibilitando que eles se destaquem na vida profissional, qualquer que seja a área escolhida.

Em “Prazer em Conhecer”, podemos saber mais sobre a história de Gabriela de Souza, ex-funcionária do Instituto Baccarelli. Depois de sete anos realizando um lindo trabalho em nosso Instituto, Gabriela Martins de Souza foi encarar novos desafios profissionais em outro estado. Além de saudade, ela deixa uma imensa contribuição a todos nós.

Leia mais sobre o que está acontecendo aqui no Instituto! Nos últimos meses os grupos do Instituto se apresentaram no MASP, celebraram o aniversário de 47 anos do Hospital Heliópolis, se apresentaram no SESC Santo André e realizaram diversas apresentações na sede da instituição.

Quer saber mais? Retire o seu exemplar na secretaria do Instituto Baccarelli ou clique aqui!

CORAL DA GENTE DO INSTITUTO BACCARELLI APRESENTA ESPETÁCULO NO AUDITÓRIO MASP UNILEVER

Com ingressos a preços populares, o Coral da Gente do Instituto Baccarelli, sobe ao palco em 24 de julho


Coral da Gente do Instituto Baccarelli por Rodrigo Rosenthal


Muito se sabe, na área da música erudita, o quanto é admirado o trabalho da Orquestra Sinfônica Heliópolis, tanto na formação de grandes talentos, quanto no que diz respeito à competência na execução de grandes clássicos. No dia 24 de julho, entretanto, será possível acompanhar mais de perto o resultado do trabalho desempenhado pelo Instituto Baccarelli, que promoverá, no Auditório Masp Unilever, uma apresentação do Coral da Gente, mantido pela instituição. Em 24/7, às 11h, o Coral Avançado do Instituto Baccarelli levará ao público o espetáculo Do Pó ao Pó, que apresenta diferentes momentos sociais e políticos ao longo da história, retratando como a sociedade continua cometendo os mesmos erros, em uma performance que mescla canto e interpretação cênica a partir de um repertório recheado de músicas nacionais e internacionais.

Sob regência de Maíra Ferreira, acompanhamento da pianista Juliana Ripke, a apresentação, contará com a participação do Quinteto de Metais do Instituto Baccarelli, e Lucas Migliorini como preparador cênico.

O repertório incluí obras de Alceu Valença, Dan Forrest, João Bosco, Chico Buarque, Noel Rosa, Kenny Loggins, Dean Pitchford, Ola Gjeilo , Cazuza, Djavan, Stevie Wonder, Mark Ronson, Bruno Mars/ Philip Lawrence, Criolo, Sivuca, Clara Nunes, entre outros. 



(SERVIÇO)
Auditório MASP Unilever
Endereço: Avenida Paulista, 1578
Dias e Horários: 24/7, às 11h
Duração: 60 minutos
Ingressos (preços populares): R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Capacidade: 374 pessoas; há acesso para portadores de necessidades especiais
Vendas: bilheteria do Masp ou pela Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br ou 11/4003.1212)
Classificação: livre